Skip to content

Zenit 3M

December 3, 2009

Fartei-me de literatura. Enchi-me tanto que andei uns dias a ignorar por completo os livros. Li-os pouco, desprezei-os ainda mais. Pelo meio, perdi-me de amores pela zenit 3m, depois de comprar uma igual à do menino que anda por aí a voar à deriva. De um rolo de 24 aproveitam-se apenas três. Esperam-me, portanto, muitos disparos (e isso agrada-me) até conseguir dominar a máquina de arremesso que nasceu na Rússia entre 1962 e 1970.

Podem ver as restante no meu Flickr.

“2666” em edição especial que nada tem de especial

November 9, 2009

edicao_especial_2666

Porque resolveu a Quetzal colocar nas livrarias uma edição especial de 2666 que nada tem de especial a não ser uma capa branca a dizer “edição especial”? É igual à capa da centena de livros que imprimiram propositadamente para o lançamento com papéis de gramagens e cores diferentes.

Mas nesta edição especial que nada tem de especial não encontramos este pormenorzinho dos papéis. Também não existe qualquer numeração dos exemplares.

É só para o leitor se sentir especial?

Da leitura e dos chocolates quentes

November 9, 2009

clarice-lispector

dias de muito trabalho, mil e uma coisa pendentes, powerpoints, chás, um chocolate quente prometido, mas até ver, gastam-se os dias  e trabalha-se uma, duas, três… até chegar às nove e correr para o quente da cama e dos livros. nos entretantos, abandona-se a dança ao verão e parte-se para os cobertores, a lareira, as castanhas e a conversa até ser dia e regressarmos novamente ao emprego e pensarmos que era tão bom só quando estudávamos.

das leituras nada tenho escrito porque ocupei as primeira noites de outono com as Cartas a Lucílio de Séneca que tinha começado a ler, mas depois abandonei à paz dos mortos.

como ninguém vive só de Sénecas e outros que tais, comecei ontem a ler A Paixão Segundo G. H. de Clarice Lispector. embora reconheça que o estilo intimista, voltado para o interior, me seja muito querido, ainda não sei se estou ou não a gostar. e pronto, era só mesmo isto que tinha dizer.

Vender Gato por Lebre

November 5, 2009

os_cinco

A Verbo acaba de lançar no mercado a colecção dos Cinco, da Enid Blyton. Pelo menos, parece. Eu pensava que era uma reedição, mas quando me deparei com o título Os Cinco – O Caso dos Piratas de DVD, alguma coisa me pareceu mal… No tempo da Enid Blyton ainda não existiam DVD’s e logo me ocorreu que provavelmente resolveram adaptar o título. Mas eu, que devorei a colecção completa durante a minha adolescência, não me recordava de ler livros tão magrinhos. Será que para além de terem adulterado os títulos, também cortaram os livros, condensando-os?

Não. Um exame redobrado da capa diz-nos que o autor é “Enid Blytons”. Estranho. O mistério é desvendado na ficha técnica. Os Cinco – O Caso dos Piratas de DVD é nada mais nada menos do que inspirado nos Cinco da verdadeira Enid Blyton. Querem vender gato por lebre? Mais um engodo.

Juro que nunca vi tal coisa na minha vida

November 3, 2009

Uma proposta de trabalho que, para além do currículo e de uma carta de apresentação, pede um talão de compra do livro Raparigas de Sucesso – Como vingar na carreira, de Hannah Seligson.

Marvel apresenta nova versão de comics digitais

October 29, 2009

marvel

A editora Marvel Comics acaba de lançar a versão 3.0 da Marvel Digital Comics Reader. Na nota de imprensa, pode ler-se que a nova versão promete uma experiência digital completamente inovadora. O leitor pode ler os comics numa só página, em duas, ou em tiras normais; tem disponível o zoom para ver os pormenores que deseja; tem acesso a nova informação sobre os mais variados assuntos, entre outras coisas. Por 4,99 dólares por mês, os subscritores têm acesso a 7.000 comics e muitos mais conteúdos adicionados semanalmente.

Podem observar nesta página algumas amostras gratuitas da nova versão.

Os e-books que vão ao ar

October 27, 2009

Philip Roth acredita que dentro de 25 anos, apenas uma minoria irá ler romances. O problema é o próprio livro enquanto objecto: “Ler um romance requer uma certa concentração e devoção à leitura. Se tu lês um romance em mais de duas semanas, não o estás a ler realmente”, diz o autor de Indignação, citado pelo Guardian. O autor acha que o livro não consegue competir com os ecrãs. Mas poderá estar enganado…

Segundo a edição online do Telegraph, os e-books estão a aumentar, por exemplo, o número de leitores nas bibliotecas. O empréstimo até tem piada e tudo. Os leitores podem aceder ao site da biblioteca a partir de casa, descarregar o e-book e depois de 14 dias o livrinho vai ao ar. Muito giro.