Skip to content

o absurdo a pinga-gotas

April 5, 2009

O tempo é cada vez mais escasso para um sem número de projectos que me ocupam actualmente e outros que ainda guardo na gaveta. O absurdo por aqui continuará, ora com a torneira aberta, ora a pinga-gotas. Se não estiver por aqui, estarei na outra casa.

Nem só de literatura vive este pequeno canto. Por cá, ouvem-se alguns discos editados pela Flor Caveira. Depois de assistir a um concerto do Samuel Úria no Cabaret Maxime, rendi-me a esta nova geração de cantores. Um bom domingo com este pequeno mimo de Tiago Guilliul.

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: