Skip to content

Entrei com o pé esquerdo em 2009, a pensar que era o direito

January 2, 2009

roth

Não entrei com o pé direito no novo ano, mas como sou esquerda e costumo trocar as direcções, creio que o meu 2009 estará salvaguardado. Depois de passar pelo Húmus, lembrei-me que este ano ainda não tinha apresentado o meu BEST OF Literário 2008, made in absurdolândia. Sem mais demoras, aqui vai:

1. A Mancha Humana, Philip Roth (Biblioteca Sábado);

2. A Morte de Ivan Ilitch, Lev Tolstoi (Dom Quixote);

3. Na Praia de Chesil, Ian McEwan (Gradiva);

4. O Jogo do Mundo, Julio Cortázar (Cavalo de Ferro);

5. O Gosto Solitário do Orvalho seguido de O Caminho Estreito, Matsuo Bashô (Assírio & Alvim);

Tudo livro editado em 2008. Tudinho.

5 Comments leave one →
  1. January 2, 2009 7:43 pm

    E eu a pensar que o Ian McEwan era uma daquelas coisas geracionais.

  2. January 2, 2009 9:57 pm

    Hello!!!
    Eduardinha, pois esse primeiríssimo lugar é justo, justo, justo!!! Foi uma das melhores coisas que já li na minha vida (e olha que já li muito!!!!)! Um livro perturbador, ainda penso no livro, na Faunia, no Coleman…enfim…
    O segundo lugar, partilhadíssimo!!!
    O terceiro, curiosamente, acabei por não ler ainda, embora já tenha lido quase tudo de Ian McEwan e gosto muito…(adorei O Fardo do Amor!)
    Os 4º e 5º lugares não conheço, mas que me dizes…será que vou gostar como de A Mancha????? humm…Eduardinha, meu anjo, fico a dever-te fantásticas e fabulásticas horas a ler A Mancha, por isso…
    Beijocas! Bom ano!
    (já leste mais algum livro do Roth? Se bem que, de acordo com o que li a propósito, este livro é bem deiferente de outros…)

  3. January 2, 2009 11:02 pm

    Eu avisei IM… A Mancha Humana é brutal, completamente dilacerante.
    Quanto ao 4º e 5º posto não vais gostar tanto… Não se trata de serem obras menores, “O jogo do mundo” é brutal, mas é outro tipo de narrativa. Embora seja muito filosófico, não sei se faz o teu estilo, tás a ver? O do Matsuo Bashô é um livro de poesia (https://absurdo.wordpress.com/2008/03/18/o-gosto-solitario-do-orvalho/) verdadeiramente inspirador e bonito. Esse aconselho-te porque acho que vais gostar😉

    Ainda não tive oportunidade de ler mais nenhum Roth mas irei ler mais😉
    E quando encontrar outro livro perturbador, digo-te😀

  4. January 4, 2009 2:19 am

    Posso deixar aqui minha lista de melhores de 2008?
    Mas, bem, não consegui chegar a uma conclusão de 5 mais importantes e, muito menos, colocá-los em ordem de preferência. Então, deixarei abaixo em ordem de leitura:

    Memorial do Convento – José Saramago
    Diário do Farol – João Ubaldo Ribeiro
    Bufo & Spallanzani – Rubem Fonseca
    O Amor nos Tempos do Cólera – Gabriel García Marquez
    Além do bem e do mal – Nietzsche
    O Estrangeiro – Albert Camus
    Sem Sangue – Alessandro Baricco
    A Jangada de Pedra – José Saramago
    Cemitério dos Elefantes – Dalton Trevisan
    A Viagem do Elefante – José Saramago
    Padre Sérgio – Liev Tolstói

  5. January 4, 2009 10:51 am

    Ai “O Estrangeiro” e o “Albert Camus”. Ai, ai, que gosto tanto dessa obra-prima😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: