Skip to content

Leituras de Verão

August 17, 2008

Os 15 dias de férias não se resumiram somente a praia e leitura. Também trabalhei. Em 14 dias (um dia choveu) andei a tomar notas dos títulos que os veraneantes andavam a ler. E posso adiantar que encontrei muita gente a ler na praia, mais do que aquilo que esperava. O problema é que devido à posição do livro na toalha, quase todos me escaparam, a não ser os que liam de barriga para cima. Aqui fica a lista,

A Estrela de Joana – Paulo Pereira Cristóvão;
Maddie, A Verdade da Mentira – Gonçalo Amaral;
Orgulho e Preconceito – Jane Austen;
Equador – Miguel Sousa Tavares;
As Crónicas de Narnia – C. S. Lewis;
Mistério em Chinatown – William C. Gordon;
Português Suave – Margarida Rebelo Pinto;

E mais três autores dos quais não consegui ver o título: Paulo Coelho, Umberto Eco e Vergílio Ferreira. Esta lista não tem a pretensão de demonstrar nada porque como referi muitos mais livros me escaparam. É apenas um exercício engraçado que gosto de fazer.

9 Comments leave one →
  1. August 17, 2008 7:37 pm

    Bah, adoro vir aqui e ler suas recomendações e críticas de livros, filmes e as peculiaridades que entornam esse mundo.

    É engraçado também olhar pro rostos das pessoas e verificar se combinam com o livro que estão lendo.
    🙂

  2. August 18, 2008 12:40 am

    Gostei, essencialmente, dos dois primeiros livros. Fantásticos. Acho que a sua leitura, retrata, ou, se preferirem, demonstra bem, certos aspectos da mentalidade portuguesa.

  3. August 18, 2008 9:50 am

    Olá Renata, obrigado pelo comentário. Também gosto de olhar para os rostos das pessoas e ver que livros estão a ler. Nos exemplos que referi lembro-me perfeitamente que o livro da MRP condizia perfeitamente com a mulher que o estava a ler😉

    Sim Rui, infelizmente assim é.

  4. August 18, 2008 11:07 am

    fiz esse exercício também. várias vezes ao dia. mas não anotei: foi para gáudio momentâneo. lembro-me, no entanto, de ver o Gonçalo Amaral, sim. (e também achei que estavam mais pessoas a ler pela praia e pela piscina que o que se esperaria.)

    o conjunto (dos pequenos exercícios) fez-me rever, confesso, aquela máxima — sei que a defendes — que diz valer mais ler o que seja que não ler coisa alguma.

  5. August 18, 2008 11:11 am

    não é muito difícil ver o Gonçalo Amaral porque o livro já vai na 11ª edição😀

    mas é claro, como dizes, mais vale ler algo do que nada.

    e a quantidade de pessoas que liam revistas da imprensa cor-de-rosa na praia? isso bate todos os records…

  6. August 18, 2008 2:46 pm

    Olá Eduarda!

    Sou leitora assídua deste espaço, porém ainda não tinha cá deixado nenhum comentário.

    Tal como afirmas, ao olhar para as toalhas alheias vejo muita leitura. Porém, questiono-me o tipo de leitura que é feita. Parece-me que muita gente lê simplesmente porque está na moda (está?) ou porque ter um livro na mão ou na mesa da esplanada dá “um certo estilo”.

    Quanto às revistas cor-de-rosa, são o best-sellers do verão logo a seguir ao saboroso “Cornetto”, “Lingua-da-Sogra” ou “Bolinhas de Berlim”

    🙂

  7. August 18, 2008 8:46 pm

    Olá Luciana,

    Muito obrigado por cá vires. Olha, sinceramente também não sei se ler se tornou ou não moda. O que oiço é muita gente dizer que espera pelas férias para poder ler. A esses não os considero leitores porque um leitor lê o ano inteiro, até pode ler duas páginas por dia, mas lê. O que também oiço e vejo é que esses leitores-exclusivos-das-férias começam a ler no início mas rapidamente desistem… provavelmente porque não apreciam muito a leitura, caso contrário leriam o resto do ano.

    Eu vejo mais gente com a imprensa cor-de-rosa do que a comer cornettos, língua-da-sogra ou bolinhas de berlim. Acho que batem a concorrência🙂

  8. August 19, 2008 9:47 pm

    Lolol, tens toda a razão😀

    Luciana

  9. September 8, 2008 1:07 pm

    As minhas férias este ano também foram passadas na praia e este ano vi mais leitores do que em anos anteriores. Fiquei contente, pois é sinal que a leitura já começa a fazer parte dos dias dos portugueses. Muito embora muitos fossem estrangeiros… Também tenho o hábito de cuscar os títulos dos meus “vizinhos” do lado e o livro que mais vi entre mãos foi “Maddie, A Verdade da Mentira”, de Gonçalo Amaral.
    Para a praia, dediquei-me especialmente aos livros de bolso que o DN ofereceu este Verão.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: