Skip to content

um dia,

March 17, 2008

ouvi um leitor dizer que escrever num livro era como riscar um CD
para mim, não escrever num livro é como não ouvir um CD

6 Comments leave one →
  1. March 17, 2008 12:47 pm

    Eu sou dos que risco, mas risco a lápis, não uso caneta. Não sublinhar ou não apontar é perder o que ali está, é apenas ver, é imediatamente tornar letras em imagens. Não nos ligarmos ao que ali está. É estarmos longe do significado, é pelo menos, não o querermos para nós, ler, ler é outra coisa, é quase como traduzir, ou desenhar, ou escrever.

  2. March 17, 2008 12:49 pm

    Nunca sublinhei um poema.

  3. djamb permalink
    March 17, 2008 12:54 pm

    Eu gosto de sublinhar a lápis e tirar algumas notas, é mto raro não o fazer 🙂

  4. March 17, 2008 3:56 pm

    eu também sublinho/escrevo sempre a lápis. inclusive, em livros que não são meus. 😀
    e os poemas, sim, também sublinho 😉

  5. March 17, 2008 7:40 pm

    Partilho. É quase impossível ler sem escrever no livro…!

  6. Rute permalink
    March 20, 2008 7:30 pm

    Idem idem por aqui 😀

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: