Skip to content

rave literária

March 14, 2008

“A atracção que os livros exercem sobre mim é de uma natureza que permanecerá toda a minha vida mais misteriosa e mais imperiosa do que pode parecer a outros leitores” Pascal Quignard, in As Sombras Errantes

era uma vez uma bibliófila que um dia chegou a casa e reparou que a sua biblioteca tinha desaparecido. aliás, o quarto estava como veio ao mundo: nu. em estado de choque dirigiu-se à sua mãe e perguntou-lhe o que tinha acontecido. “está tudo na sala, amanhã vem o pintor e como já te tinha avisado mas não quiseste saber, tive de ser eu a mudar o quarto”, respondeu.

incrédula, a bibliófila dirigiu-se à sala e sentiu-se logo mal ao verificar que os livros estavam todos misturados, a curtirem uma rave literária. aconselhada a “deixar tudo como estava” porque as obras só demorariam um dia, a bibliófila manteve sangue frio, separou apenas os autores que não se dão, para não haver problemas de maior, e fechou a porta da sala.

na primeira noite, não leu e dormiu mal. na segunda, com as obras do quarto a prolongarem-se, não leu e não dormiu. a única coisa em que conseguia pensar era que alguns livros estavam em contacto directo com o chão e poderiam ter frio.

por isso, colocou os livros de Filosofia a suportar os restantes. mas depois lembrou-se que os filósofos são seres geralmente frágeis e poderiam não ter a força física necessária para servirem de suporte.

os livros de História passaram para baixo. se encerram grandes batalhas é porque não tinham dificuldade em aguentar esta empreitada. pouco tempo depois, achou que os Policiais estariam mais habilitados a servirem de base. detectives e agentes policiais, habituados a perseguírem os maiores criminosos, são gente da pesada, capazes de suportarem os restantes livros. mas, uma vez mais, surgiu outro problema: colocar nos ombros dos policiais esta tarefa seria injusto porque a sua biblioteca pessoal é fraca em livros deste género e seriam poucos para suportarem o peso de tantos.

sem solução à vista, e com as obras no quarto a continuarem, voltou a montar a biblioteca na sala, com a certeza que teria de desmontar tudo outra vez para depois mudar para o quarto.

o quarto continua em trabalhos mas, pelo menos agora, a bibliófila já consegue ler e dormir. com o fim da rave literária, a paz voltou à casa.
One Comment leave one →
  1. Haroldo Lima permalink
    March 14, 2008 7:42 pm

    eu ainda não havia pensado em separar meus livros por gêneros, autores semelhantes… talvez haja uma grande guerra dentro do meu guarda-roupas e eu não saiba.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: