Skip to content

para os apaixonados: é urgente aprender a cheirar o vento

February 14, 2008

Hoje é Dia dos Namorados. A apologia do consumismo, para uns. A comemoração do amor, para outros. Ou ainda, como costuma dizer uma amiga, a exaltação da depressão para quem não tem amor. Opiniões à parte, estive a pensar na mais bela história de amor que já li. E a escolha não é morosa ou sequer difícil: Werther de Goethe. Apesar do triste fim da personagem, Werther é um livro que me marcou irremediavelmente. Não está lá tudo o que é preciso saber sobre o amor ou a paixão, mas está quase. Para saber o resto, é preciso viver. Sobre o livro, escrevi no sítio do costume,

Para cheirar a terra e sentir a água é preciso mais do que ser. É preciso amar os pássaros, as árvores e o fogo. A verdadeira pureza da natureza está sufocada pelas leis. É urgente aprender a cheirar o vento. E derrubar os diques que desviam as águas do seu curso natural. Quanto à terra: deve ser cavada com as unhas. Para a sentir mais perto de nós. Para sermos vida dentro dela. (…) As fontes naturais, aquelas que escorrem pelas montanhas abaixo, têm de ser meditadas. E, de cada vez que olhamos para o chão, devemos olhar em seguida para o céu para sentir as nuvens. E abarcar o azul escondido. Só assim os corações dos apaixonados estarão preparados para reagir ao sabor dos tremores de mãos. E dos suores.

O resto do texto pode ser lido quando o Rascunho.net arrebitar.

4 Comments leave one →
  1. Filipe Duarte permalink
    February 14, 2008 7:23 pm

    Obrigado pelo comentário que me deixou.
    Apenas comecei agora a escrever sobre este tema que nos une, e estou a gostar…
    Também serei seu visitante, afinal, preciso de aprender.
    Cumprimentos.

  2. February 15, 2008 11:20 am

    Ainda tenho este livro na estante em lista de espera… A sua leitura está para breve. Até lá não me poderei pronunciar…

  3. February 17, 2008 1:32 pm

    então despacha-te, que vale mesmo a pena😉

  4. February 21, 2008 9:48 am

    Ehehe
    Li este fim-de-semana passado! Não resisti às tuas palavras e tirei-o da prateleira.
    É simplesmente lindo! É triste o seu fim, mas a profundidade das palavras e todo o sentimento dão uma beleza única à história trágica de Werther!🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: