Skip to content

não liguem, é da enfermidade literária

January 26, 2008

esta noite acordei repentinamente às 02:00. acontecimento banal que acontece a toda a gente. seja de um pesadelo, de bons sonhos, de preocupações, de stress ou mesmo da falta de sono, todos acordam a meio da noite. uns mais do que outros, mas isso não interessa. é uma coisa tão comummente banal que nem mereceria post, dizem vocês. e eu também diria que sim.

o problema é que este despertar nocturno suplantou todos os que já tive. deixemo-nos de rodeios e vamos ao que interessa: acordei às 02:00 porque me lembrei durante o sono (ou lá o que se passou) que nos últimos anos não tinha lido muitos livros escritos por mulheres. levantei-me e vim confirmar aos meus registos: nos últimos três anos li apenas seis autoras.

quando um livro me escolhe não estou preocupada com a nacionalidade ou sequer sexo do autor. mas não posso deixar de ficar intrigada com este facto. a única coisa que sei é que fiquei, finalmente, com vontade de ler Marguerite Yourcenar.

5 Comments leave one →
  1. January 26, 2008 6:38 pm

    Memórias de Adriano. O livro de uma mulher que simulou a escrita de um homem, na primeira pessoa. E fê-lo tão bem.

  2. January 28, 2008 2:18 pm

    ganha juízo, pá.😀

  3. January 28, 2008 2:39 pm

    😉

  4. Anonymous permalink
    January 28, 2008 6:24 pm

    Marguerite Duras, Eduarda!!!! É para ler tudo, tudo!!!!!!😉

  5. January 28, 2008 6:25 pm

    Bolas…outra vez a anónima IM!!!!!
    ehehehehe😉

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: