Skip to content

sobre ‘fazer coisas com’

May 15, 2007

 

fried.jpg
Monk by the Sea‘ – Caspar David Friedrich (1809)

«Esta atitude, em tempos a minha, poderia quase definir-se como ‘usar’ as pinturas. Enquanto mantemos essa atitude, tratamos o quadro – ou melhor, uma escolha apressada e inconsciente dos elementos que o constituem – como um motor de arranque para certas actividades imaginativas e emotivas, pessoais. Por outras palavras, ‘fazemos coisas com’ o quadro. Não nos abrimos ao que é susceptível de ‘fazer’ em nós, por ser na sua totalidade precisamente aquilo que é.»

(C. S. Lewis, in A Experiência de Ler. Porto: Elementos Sudoeste, 2000)

Advertisements
One Comment leave one →
  1. Lyra de Terpsichore E.M.Psyche permalink
    July 8, 2007 2:03 pm

    Acho este seu post. por exemplo, excelente. Básico. *****
    Em nome de todos os pintores, ou enfim, de parte de pintores, Obrigada

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: