Skip to content

era uma vez uma menina que tinha medo

May 4, 2007

de tudo o que escrevia. de ser mal interpretada, de cair em banalidades e lugares comuns, de ser pouco original… mas sempre escreveu, nunca parou. não sabe muito bem porquê. só sabe que tem de continuar. aconteça o que acontecer, tem de continuar. esse é o caminho que a vida lhe escolheu. às vezes cansa-se das palavras. palavra que se cansa. se não é em frente ao computador, é em blocos, diários, pontas de guardanapo e paredes. tudo serve, só não consegue deixar de escrever. não ambiciona tornar-se escritora, não tem sequer grande vontade de ser lida, a maior parte das coisas que escreve é em papel, obsessivamente. dos mares de folhas, só publica na terra, umas gotas. quer escrever, continuar a escrever. só isso. porquê? não sabe.

Advertisements
2 Comments leave one →
  1. May 31, 2007 5:29 pm

    não conheco esse rosto, mas conheco essa sensação.. digamos q

  2. May 31, 2007 5:30 pm

    ue ela nao escreve…apenas rabisca uns desenhitos! e pinta umas vidas á volta dela! não sabe muito bem porque…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: