Skip to content

‘ode aos livros que não posso comprar’

April 5, 2007

“Hoje, fiz uma lista de livros,
e não tenho dinheiro para os poder comprar.

É ridículo chorar a falta de dinheiro
para comprar livros,
quando a tantos ele falta para não morrerem de fome.

Mas também é certo que eu vivo ainda pior
do que a minha vida difícil,
para comprar alguns livros
– sem eles, também eu morreria de fome,
(…)”
Jorge de Sena

a 16ª edição da Feira do Livro de Braga arranca a 14 de Abril e termina a 29, no Parque de Exposições. ainda não sei quais são os escritores convidados. aguardo sempre a Feira de Braga porque é a única a que costumo ir, tirando uma ou outra incursão pela do Porto.

guardo boas recordações das feiras em Braga, ai se guardo. a melhor talvez tenho sido aquela em que gastei impulsivamente 50 euros. precisei de dois sacos para transportar os livros, adquiridos maioritariamente nos alfarrabistas. foi um ano farto, ai se foi. nos dias que correm, o meu porquinho anda mais anoréctico que a Kate Moss e, por isso, as minhas compras serão muito limitadinhas.

este ano, vou com a vontade de comprar “A Morte Melancólica do Rapaz Ostra & Outras Estórias” de Tim Burton ou algum de Henrique Vila-Matas. mas o mais certo é acabar por comprar outro porque raramente cumpro o que escrevo.

outra história que guardo com carinho foi a peripécia Gonçalo M. Tavares. antes da conferência consegui comprar dois livros dele, acabados de editar, num alfarrabista, por 1,50 euro cada. os livros estavam marcados, se bem me lembro, a 4 euros cada (uma pechincha comparado com o valor real) mas eu, insatisfeita, lá engatei conversa com o senhor e à moda do bom regatear consegui baixar o preço.

depois fui a correr para a sala mas como os queria autografados andei a perguntar pelos stands se alguém tinha uma borracha para apagar aquele preço. corri, corri, corri e não consegui arranjar nenhuma. a conferência já tinha começado e como não queria estar a perder mais tempo, entrei. no fim, não tive coragem de pedir os autógrafos porque ainda conservo alguns resquícios de vergonha na cara. mas vim contentinha para casa, ai se vim, e nunca mais fui a uma feira do livro sem borracha.

Advertisements
4 Comments leave one →
  1. April 5, 2007 9:15 pm

    temos que combinar. vê lá se não te armas em cowboy solitário. 😉

  2. April 6, 2007 8:25 am

    oh, claro 😀

  3. April 8, 2007 3:15 am

    Ofereçam-me coisas.

    😀

  4. April 10, 2007 8:46 pm

    Também adoro feiras do livro e esta descrição fez-me lembrar algumas boas idas, com a descoberta de livros que queria com preços incríveis. Costumo ir à do Porto e fui uma vez à de Lisboa. Este ano tenciono ir à de Braga 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: