Skip to content

desde há uns dias para cá

February 13, 2007

que tenho pensado em acabar com o absurdo. não sei se por ter partido a garrafa de azeite, ou por andar “qualquer coisa assim”. o último dia chegará, irremediavelmente. tudo tem um fim, só não sei quando será o do absurdo.

5 Comments leave one →
  1. February 13, 2007 8:55 pm

    oh eduarda, este o típico post chorão de quem quer ouvir uma coisa deste género: “ah e tal, não digas isso porque o teu blogue é que é giro e malta até gosta de vir aqui e tal” 😉
    agora a sério, acabar com o absurdo? estás a brincar ou quê? isso é, no mínimo,… absurdo! 😀

  2. February 14, 2007 12:26 am

    És novinha, mas byte habituando a isto: o absurdo não tem fim. Força!

  3. February 14, 2007 9:31 am

    hã hã hã 😀

  4. February 15, 2007 2:02 am

    «acabar com o absurdo? estás a brincar ou quê? isso é, no mínimo,… absurdo!». Sublinhado e a negrito.

  5. February 15, 2007 8:46 am

    era só para meter medo 😉 como diz o Hélder o objectivo era virem todos para aqui dizer: “não acabes, por favor, não acabes…”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: