Skip to content

não é lá muito comum

January 23, 2007

aparecerem capas destas. não condeno. precisava primeiro de ler. mas à primeira vista é estranho. será isto um sinónimo de coragem, rebeldia, originalidade ou puro exibicionismo gratuito?

post scriptum: enquanto secava o cabelo, lembrei-me! lembrei-me de já ter lido um livro com uma capa similar, aqui está: “Uivo seguido de Kadish” de Allen Ginsberg, poeta da Beat Generation (e um dos preferidos de Jim Morrison, se é que isto interessa a alguém). mas esta capa, ao invés da primeira, não me choca e, para quem conhece, ainda que ao de leve, a obra/vida de Ginsberg faz todo o sentido.

Advertisements
12 Comments leave one →
  1. January 23, 2007 7:01 pm

    Valter Hugo Mãe pois claro…

  2. January 23, 2007 7:10 pm

    não sei se condeno. mas não gosto. 😉

  3. January 23, 2007 7:12 pm

    ele enviou-me há pouco essa ‘novidade’. a questão que me coloquei foi a mesma. a reacção: primeiro ri-me, segundo torci o nariz.
    ou, provavelmente, este tipo de publicidade também lhe faz bem.

  4. January 23, 2007 7:54 pm

    Do que conheço dele, será uma tentativa de rebeldia. Que dá publicidade. Boa ou má. Mas dá. E também não gosto. 😉

  5. January 23, 2007 7:56 pm

    pois… e eu que não queria ser mazinha. mas, de facto, acho de muito mau gosto…

  6. January 23, 2007 11:18 pm

    Eduarda, o teu título pode ter segundas leituras. Experimenta colocá-lo ao lado da foto em questão. 😮

  7. January 24, 2007 12:22 pm

    estava a ver que ninguém percebia 😉

  8. January 25, 2007 1:49 pm

    Avantajado, o homem. Por isso é que se quis fotografar.

  9. February 23, 2007 2:02 pm

    Acho curioso que possam ajuizar da validade da capa de um livro sem o lerem. E acho um desplante que tragam à conversa coisas como, sabemos a vida que Ginsberg teve… E a vida que valter hugo mãe tem??? Alguém sabe e alguém tem de saber??? Não estarão a tratar este assunto ao nível daquelas tias que comentam revistas cor de rosa na televisão pelas manhãs??? Um livro de poesia editado numa pequena editora praticamente sem distribuição será assim tão marketing??? Ou estão a delirar? Os textos incluídos no livro são muitas vezes mais fortes do que a capa, e esta capa, na verdade, para um livro assim, é a adquada. É frustrante perceber que até entre os leitores de poesia se criem pudores velhos como se estivessemos na idade média. Minha gente, a poesia é ruptura e personalização. Para coisas iguais já há muito quem faça.

  10. February 23, 2007 2:04 pm

    Ah, e lembrei-me agora. Para quem não sabe, valter hugo mãe dirigiu a Quasi durante anos e foi responsável pela edição de Ginsberg e outros autores marginais. E sim, era o diretor de produção, pelo que as imagens de todas as capas eram escolha sua. Talvez exista uma maior identificação entre Ginsberg e mãe do que vos possa parecer à primeira.

  11. February 23, 2007 5:40 pm

    ó Madalena, que tempestade.
    conhecemos todos o trajecto público do valter. e estes curtos e inofensivos comentários estavam bem longe da poesia. não precisa ser tão agreste na resposta. sabe, nem tudo é metafísico.

  12. February 23, 2007 8:03 pm

    e sim Madalena Romão, eu sabia que o valter foi director de produção da quasi. tenha calma, tanta agressividade faz mal à saúde. o meu comentário referia-se à capa, como escrevi: “não condeno. precisava primeiro de ler”. arrefeça os ânimos, o objectivo deste post não é atacar ou sequer arrasar com valter. ou sequer abordar o tema “poesia”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: