Skip to content

ainda sobre leituras de praia

August 30, 2006

“Todo o verdadeiro leitor sabe que na praia não se consegue ler. Não há posição. Deitados para baixo sucumbiremos às dores dos cotovelos em dez minutos; para cima, não aguentaremos os braços no ar mais de cinco minutos; de lado, sentiremos o ombro esmagado dentro de três minutos. Já para não falar da luz – aqueles raios solares virginais, disparados pelo buraco do ozono sobre a página branca. Não é possível, lamento. Basta de enganos. A ideia romântica de passar umas férias na praia a ler romances não se compagina com a realidade.”

Paulo Moura, in Público, 27.09.06

Advertisements
No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: